Pão francês de frigideira vegano e sem gluten

Pão francês de frigideira vegano e sem gluten

Esse pãozinho de frigideira fica com casquinha crocante e fofinho por dentro. Tenho bastante orgulho dessa receita, pois fui acertando os ingredientes ao longo do tempo, colocando uma coisinha aqui para tirar um gostinho estranho dali e ela ficou de um jeito que me agrada muito! Meu principal anseio com esse Blog é que todos desenvolvam uma liberdade em sua relação com os ingredientes para que possam experimentar outras formas, outros caminhos, outras combinações, pois é exatamente isso que eu faço, experimento várias receitas compartilhadas na internet e vou dando um toque meu. Todo mundo pode criar sua própria magia, as que aqui estão são apenas um ponto de partida, uma inspiração.

Pão francês de frigideira

4 colheres de sopa de farinha de arroz

2 colheres de sopa de farinha de linhaça

1 colher de chá (bem cheia) de chia ou psyllium (psillium chega mais fácil ao ponto)

1 pitada de sal

1 colher de sopa de açúcar 

100 ml de água

1 colher (bem rasa, só a pontinha) de café de bicarbonato de sódio

1 colher de sopa de vinagre

pão frances ingre

Misture os cinco primeiros ingredientes e vá adicionando a água aos poucos. Enquanto adiciona vá misturando, inicialmente com uma colher e depois com as mãos, até integrar bem os ingredientes. O ponto deve ser de uma bolota que não gruda nas mãos, como uma massa de modelar. Talvez seja necessário um pouco mais de água ou talvez você chegue nesse ponto antes de usar toda a água.

pão fran

Adicione, então, o bicarbonato e o vinagre (vai fazer uma espuminha), e continue amassando até integrar bem. Leve a uma frigideira untada e frite dos dois lados. A formação da casquinha vai depender do tempo que você vai deixar no fogão. 

pão frances de frig

Fica um pão delicioso. Se você usar açúcar ele fica com o sabor mais neutro, mas você pode usar melado, e ele vai ficar com aquele gostinho maravilhoso que só aumenta a felicidade em comer algo tão simples e rápido de se fazer. Às vezes nem passo nada nesse pão, vou beliscando e comendo os pedaços pensando em como pude viver até agora sem ele. O Gui, meu marido, gosta de ir molhando esses pedacinhos em uma pocinha de azeite com sal. O que me faz pensar que ele também pode ser um ótimo acompanhamento de massas para dar aquela aproveitada no restinho de molho que fica no prato. Ai, ai, ideias não faltam. Espero que você goste.

 



Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto:
%d blogueiros gostam disto: